SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO DE PIERRE BOURDIEU: Limites e Contribuições.

Description

Mind Map on SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO DE PIERRE BOURDIEU: Limites e Contribuições., created by sandro.ufop on 18/03/2015.
sandro.ufop
Mind Map by sandro.ufop, updated more than 1 year ago
sandro.ufop
Created by sandro.ufop over 9 years ago
1033
27

Resource summary

SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO DE PIERRE BOURDIEU: Limites e Contribuições.
  1. Cláudio Marque Nogueira e Maria Alice Nogueira
    1. A Constituição do Sujeito:Indivíduos Abstratos (igualdade de condições) X Sujeitos Socialmente Constituidos.
      1. Subjetivismo X Objetivismo
        1. Representações, Preferências, escolhas e ações do indivíduo
          1. Abordagens Estruturalistas
            1. Falta teoria de ação -> uma mediação entre a passagem da estrutura social e a ação individual.
              1. Incorporação de conjunto de disposições (Habitus familiar ou de classe) que conduziria-o ao longo do tempo e em vários ambientes de ação
                1. O Ator da SE não é isolado, reflexivo, nem determinado mecanicamente
          2. Cada indivíduo passa a ser caracterizado por uma bagagem socialmente herdada (Os Três Capitais)
            1. Componentes Objetivos: Capital Econômico, Capital Social, Capital Cultural Institucionalizado
              1. Conhecimento da organização e hierarquia escolar e determinação de estratégias no investimento escolar
                1. Há um determinismo sobre os grupos sociais
                  1. O grau de investimento está relacionado ao retorno provável que se pode obter com o título escolar (mercado trabalho e mercados simbólicos)
                    1. Graus de investimentos dos Grupos Sociais
                      1. Disposições e Estratégias
                        1. Classe Popular: Modo Moderado. Retorno baixo, incerto e a longo prazo.
                          1. Classe média ou pequena Burguesia: Investimento pesado e sistematicamente: Ascensão Social,
                            1. Ascetismo (renúncia) e Malthusianismo (fecundidade)
                              1. Boa Vontade Cultural e Reconhecimento da Cultura Legítima
                                1. Influência da trajetória ascendente ou descendente
                                2. As Elites Econômicas e culturais: Investimento Pesado, porém laxista. Sucesso escolar "Natural", Condições objetivas tornaria o fracasso escolar quase improvável.
                                  1. Elite Capital Cultural
                                    1. Elite Capital econômico
                          2. Componentes subjetivos: Capital Cultural Incorporado - Cultura Geral
                        2. A ESCOLA E O PROCESSO DE REPRODUÇÃO DAS DESIGUALDADES SOCIAIS
                          1. Princípios da Inteligibilidade: Relações entre os sistema de ensino e a estrutura das relações entre classes.
                            1. Arbitrário Cultural: A Cultura Escolar seria socialmente reconhecida como a cultura legítima, como a única universalmente válida.
                              1. A Cultura Escolar é imposta como legítima pelas classes dominantes.
                                1. A autoridade pedagógica e suas ações é legitimada pela sua capacidade de se apresentar como não arbitrária e não vinculada a nenhuma classe social.
                                  1. A escola exerce, livre de qualquer supeita suas funções de reprodução e legitimação das desigualdades sociais.
                                2. Tratando como IGUAL
                                  1. A Posse do Capital Cultural Favoreceria:
                                    1. Melhor desempenho nos processos formais e informais de avaliação
                                      1. A Escola cobra não apenas um conjunto de referências culturais e linguísticas mas um modo específico dese relacionar com a cultura e o saber.
                                        1. O Aluno Esforçado
                                          1. O Aluno Prodígio (ideal)
                                        2. Desempenho Escolar - Os alunos que dominam, por sua origem, os códigos necessários a decodificação e assimilação da cultura escolar.
                                          1. Uma naturalização da herança cultural
                                            1. Inferioridade inerente em termos intelectuais ou morais.
                                    2. Se opõe a visão funcionalista, meritocrática, moderna e democrática da escola.
                                      1. Década de 60 Desigualdades Escolares
                                        1. Pesquisa Quantitativas na década de 50 mostraram o peso das origens sociais nos destinos escolares
                                          1. Nos anos 60 uma visão mais crítica sobre a massificação do ensino.
                                            1. A forte relação entre desempebho escolar e origem social se torna a sustenção das teorias de Boudieu
                                              1. Meritocracia e Justiça Social X Reprodução e Legitimação da Desigualdade Social
                                            2. Grande Contribuição de Bourdieu: Apesar da escola ser considerada uma instituição neutra, de que trataria todos igualmente, ele mostra que as chances são desiguais para cumprir as exigências, muitas vezes inplícitas ,da escoia.
                                              1. CRÍTICAS
                                                1. O Conteúdo escolar não pode ser definido como arbitrário cultural dominante. De que os conteúdos não foram selecionados por pertencerem a classe dominantes. Por serem reconhecidos como superiores a classes superiores o valorizam socialmente. Diversidade interna dos sistemas de ensino.
                                                  1. macrossocial x microssocial
                                                  Show full summary Hide full summary

                                                  Similar

                                                  Sala de Aula Invertida
                                                  GoConqr suporte .
                                                  SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO
                                                  vanessasenez
                                                  A INTEGRAÇÃO DAS TDIC À PEDAGOGIA: UMA CONCEPÇÃO DE WEB CURRÍCULO
                                                  Malton Fuckner
                                                  LIMITES E POSSIBILIDADES DAS TICS NA EDUCAÇÃO
                                                  Diego Bahls
                                                  7 Tendências Educacionais
                                                  GoConqr suporte .
                                                  Psicologia da Educação
                                                  rsgomes88
                                                  PEDAGOGIA DA AUTONOMIA SaberesNecessários à Prática Educativa
                                                  gsbelem
                                                  Estratégias Metodológicas para o Ensino Superior
                                                  Emanuelle Milek
                                                  Políticas Educacionais e Organização da Educação Básica
                                                  joseasfarina
                                                  FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO
                                                  vanessasenez
                                                  Gestão Educacional
                                                  Rafael Balbi