CVED-Módulo 3

Description

Saiba como verificar imagens, vídeos, contas de mídia social e websites. Este módulo também oferece instruções sobre como rastrear e analisar compartilhamentos nas mídias sociais e padrões de tráfego de conteúdo , e como fazer frente à desinformação.
Alessandra de Falco
Slide Set by Alessandra de Falco, updated more than 1 year ago
Alessandra de Falco
Created by Alessandra de Falco almost 6 years ago
1
0

Resource summary

Slide 1

    Introdução
    Neste módulo você irá conhecer ferramentas, técnicas e práticas de investigação e verificação online, divididos em: 1. Os princípios de verificação das mídias sociais 2. Como verificar fotos, vídeos e como investigar sites e contas de usuários de mídias sociais 3. As melhores práticas para desmascarar informações falsas

Slide 2

    Princípios de verificação da mídia social
    Procedência: Você está observando um conteúdo original? Muitos textos, fotos e vídeos são copiados, colados e compartilhados o tempo todo na web Fonte: Quem produziu o conteúdo? A pessoa que compartilha muitas não é aquela que produziu o conteúdo Data: Quando o conteúdo foi produzido? Muitas pessoas compartilham imagens de fatos que aconteceram no passado como se estivessem acontecendo naquele momento Local: Onde o conteúdo foi produzido? Nem sempre as informações compartilhadas se referem ao real local do fato *Crédito: Claire Wardle, First Draft

Slide 3

    Verificando fotos e vídeos
    Encontre a pessoa que produziu o conteúdo e peça para receber a image ou vídeo do dispositivo que o originou É possível comparar a referência de localização com imagens de roupas, placas de automóveis, construções ou mesmo com a linguagem do áudio Examine a previsão do tempo para confirmar data e horário É possível verificar o histórico de imagens com pesquisa reversa com as ferramentas a seguir! Você pode usar conteúdo de texto ou fazer o upload da própria imagem e acessar informações de todos os lugares que têm cópia dessa imagem, quem mais a compartilhou, como está sendo descrita e até o horário.

Slide 4

Slide 5

    Mais ferramentas para verificar fotos
    Forensically - https://29a.ch/photo-forensics/#forensic-magnifier   Yandex - https://yandex.com/images   Image Raider - https://www.imageraider.com   Baidu - http://image.baidu.com

Slide 6

    Metadados da imagem
    Com a foto original em mãos é possível acessar os dados incorporados à imagem como data e horário Se não há metadados a foto não é original Metadata explained (vídeo)
    Caption: :

Slide 7

    Pesquisa reversa de vídeos
    Caption: : Funciona para vídeos do YouTube, Instagram, Twitter - Tutorial: https://www.youtube.com/watch?v=nmgbFODPiBY

Slide 8

    Análise de contas de rede social
    Analise o autor do conteúdo: O que ele costuma pulicar? Onde ele diz que está? Ele interage ou apenas está lá para divulgar uma informação específica? Há quanto tempo ele tem aquela conta? Ele tem conta em outras redes (compare os dados, googue)? Contate-o, fale com ele! Analise a relação entre os membros da rede: Quem são seus amigos? Quem eles estão seguindo e quem segue eles? Analise o conteúdo

Slide 9

Slide 10

Slide 11

Slide 12

Slide 13

    Investigando websites
    Quem é o proprietário? Esta conectado com outros sites? Quando foi criado? Quando o domínio expira? Novos domínios que clamam por estabilidade podem ser suspeitos! Pessoas e empresas costumam ter mais de um domínio ou e-mail que devem ser checados

Slide 14

    Práticas para desmascarar fake news
    Desmascare a ideia, não a pessoa - muitos compartilham fake news sem saber disso, descubra a origem da informação falsa e combata o conteúdo não as pessoas que foram enganadas Conte a história verdadeira Escolha as fontes certas - aquelas com pensamentos alinhados com os da comunidades informada Reduza repetição - enfatize o que é a verdade e cite a notícia falsa no máximo 2 vezes; não dê destaque para a fake news no título como um questionamento, para não deixar dúvidas Não colabore para aumentar o tráfego para a notícia falsa fazendo links para a mesma - crie um arquivo (archive.is) e linque para lá O compartilhamento de fake news é visual, por isso use selos para destacar que aquela imagem é falsa

Slide 15

    Uso de selo pelo BuzzFeed
    Caption: : Usuários no Twitter disseminaram notícias falsas alegando que mulheres brancas estavam sendo espancadas por grupos de pessoas negras em sessões do filme Pantera Negra

Slide 16

    Coleta e monitoramento de dados
    Caption: : http://www.crowdtangle.com (ferramente gratuita de propriedade do Facebook) Baixar a extensão: crowd tangled browser extension
    Caption: : http://buzzsumo.com Confira a ferramenta de backlins para saber quais outros sites compartilharam a fake news

Slide 17

Slide 18

Slide 19

Slide 20

    12 dicas para detectar um robô
    1. Atividade: divida o número de posts pelo número de dias em atividade. Você precisa da data de criação e por isso deverá pedir para seguir. Mais do que 50 posts por dia pode ser suspeito. 2. Anonimato: Quanto menos informação pessoal, mais provável ser um robô. Avatar e capa não específicos são suspeitos, assim como uma localização apenas do país. 3. Amplificação: Muitos retweets, likes ou poucos posts originais , mas compartilhamento de notícias direto do site de origem. 4. Poucos posts / Resultado elevado: Disparidade entre atividade e impacto. Criação de várias contas que compartilham os mesmos posts (botnet). 5. Conteúdo comum: Se várias contas compartilham o mesmo conteúdo ao mesmo tempo há chances de serem robôs, até mais de um, na mesma ordem. Uma série idêntica de post é sinal de automação! 6. A sociedade secreta de silhuetas: Quando o usuário não altera a foto de perfil que continua com o desenho que para uma silhueta ou um ovo.
    7. Foto roubada e compartilhada: Alguns criadores de robôs são meticulosos e tentam mascarar o anonimato usando a imagem de outras pessoas. Um bom teste é fazer a busca reversa de imagem. 8. Robô no nome: contas começando com @ ou o nome é um e a conta começando com o @ é outro ou nome de homem e imagem de mulher e vice-versa. Tudo isso indica uma conta falsa! 9. Torre de babel: alguns robôs são políticos e todos os posts seguem um único ponto de vista. São marcados pela diversidade de uso de línguas (árabe, inglês, francês, espanhol) 10. Conteúdo comercial: propaganda é uma clássica indicação de botnets. 11. Software automatizado (ifttt.com): Uso de urls curtas ou reduzidas para atrair tráfego para um link em particular com muita frequência, de forma obsessiva. 12. Retweets e likes: o número de retweets e likes de posts de contas diferentes é o mesmo. As mesmas contas retweetam e curtem o mesmo post. *Tradução de: #BotSpot: Twelve Ways to Spot a Bot (Medium)
Show full summary Hide full summary

Similar

10 Mind Mapping Strategies for Teachers
Andrea Leyden
Biology AQA 3.1.5 The Biological basis of Heart Disease
evie.daines
Themes in Pride and Prejudice
laura_botia
Business Studies Unit 1
kathrynchristie
GCSE English Language Overview
philip.ellis
The Cold War Quiz
Niat Habtemariam
Biological Psychology - Stress
Gurdev Manchanda
Crime and Punishment Flashcards - Edexcel GCSE Religious Studies Unit 8
nicolalennon12
AQA GCSE Physics Unit 2
Gabi Germain
GCSE AQA Physics Unit 2 Flashcards
Gabi Germain